segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

DICAS



Motor 1.6 a Àlcool (Pintado em Amarelo)
Este motor necessita de constante manutenção, porque seu carburador de corpo simples não propicia uma boa mistura ar-combustível, o que faz seu rendimento cair muito quando mal regulado, alem disto, foi concebido para exibir seu torque a uma rotação maior, o que é um erro pois o motorista que dirige o Chevette não é estimulado pelo carro a esticar as marchas (efeito tipicamente conhecido por "carro esguelado") , preferindo baixas rotações de trabalho.
Para manter este motor em boas condições de utilização verifique:
Funcionamento da bomba elétrica de gasolina para partida a frio (é automática, acionada por um relé na caixa de fusíveis);
Estado dos filtros do motor (Óleo, ar e àlcool), mantendo também o carburador sempre limpo;
Qualidade das velas (certifique-se que são de Chevette a álcool); e estado da bobina de ignição;
Ponto de ignição (só precisa ser corrigido quando se fazem serviços no distribuidor, correa dentada ou ignição eletrônica;
Regulagem da válvulas;
Funcionalidade e precisão do avanço a vácuo.
Sistema de câmbio
Desde seu lançamento em 1973, o Chevette mostrou ser um carro gostoso de dirigir pela suavidade e precisão de seu sistema de direção, leveza da embreagem e facilidade da troca de marchas.
No princípio, o câmbio de 4 marchas tinha o mecanismo de ré por anel (semelhante ao Opel Kadett atual), depois deu lugar ao mecanismo comum para nunca voltar, em 1983 entrou em cena o câmbio de 5 marchas.
Todos eles são precisos e suves, mas, se o motor não estiver bem regulado ( marcha lenta a frio) e o estado da embreagem não for ideal não vai funcionar bem. Também vale uma conferida no desgaste das engrenagens (principalmente a da 2º e 3º marchas que se desgastam mais que as outras.) e na folga dos rolamentos da transmissão dentro da caixa.
Verifique o estado do ROLAMENTO CENTRAL que é responsável por pancadas secas que parecem vir do assoalho quando se tira o pé da embreagem súbitamente. Observe também se há desgaste de pequenos anéis semelhantes a aruelas que impedem o deslocamento do eixo da transmissão que são a causa de impáctos e sons desagradáveis no eixo de tração.
E, se quando você está parado com o carro em marcha lenta, você percebe um barulho semelhante a um sininho que toca descompasado, você precisará trocar as cruzetas do diferencial do seu carro.
Procure verificar constantemente o nível do lubrificante da caixa de câmbio e, principalmente, do diferencial. Mesmo que você esteja usando um óleo do tipo "full life" no diferencial é aconselhável a troca por haver uma contaminação por água do lubrificante.
Problema
1ª marcha difícil de ser engatada Anel sincronizador danificado, embreagem mal regulada ou platô desbalanceado/desalinhado/empenado. Trocar ou corrigir
2ª marcha, quando frio, difícil de engatar ou arranhando Motor com marcha lenta incorreta, embreagem desregulada. Corrigir
Pancadas secas ao trocar de marcha ou retirar o pé da embreagem rapidamente. Arruelas espaçadoras do diferencial gastas, rolamento central danificado. Trocar o rolamento e/ou corrigir a folga do eixo cardã.
Com som de sino na marcha lenta, e/ou parecendo estar com as rodas quadradas ao se sair vagarosamente . Cruzetas danificadas Trocar por novas.
Problemas de embreagem e carro morto, que não canta pneus. Estado da embreagem deplorável, ou do cabo da embreagem, soma de problemas anteriores. Revisar o sistema de embreagem.
Embreagem dura Cabo não é original, desgaste do conjunto mecânico da embreagem Revisar

2 comentários:

italo disse...

Excelentes dicas, um panorama geral de defeitos comuns do carro. Temos um Chevette 92/93 azul metálico, neste mês revisei freios e suspensão. O mecânico observou na mola de suspensão trazeira um calço bem grandinho, colocou o original e trocou a mola. Mas aí surgiu um defeito intrigante, com mais pêso no carro andando tinha um barulho roçando como ferro no ferro ou pneu roçando na carroceria, enganou todos nós que achávamos que era na roda trazeira. Com pouco pêso notava-se esse barulho ao passar em lombadas, na hora que a trazeira descia. Um colega cliente alertou pro rolamento central da transmissão, de fato era.

Viguera disse...

Boa Tarde Amigos!
Estou impressionado com esta página me ajudou bastante. Dicas muito interessantes. Se fosse possivel postarem. Estou com um Chevete 92 DL, e estou precisando de saber quais as amperagens dos fusíveis e suas posições, já que esse carro estava muito tempo parado e está faltando a maioria.
Desde já Muito Obrigado.
José Carlos Viguera.